Rio Preto Decor - Mudança de Hábito - construção, reforma e decoração para sua casa
Home
Produtos
Serviços
Loja cada decor
Imóveis
Fale conosco
Mudança de Hábito
Mudança de Hábito
Mudança de Hábito
26/04/2012

Após trabalhar registrada durante dois anos como doméstica, Joice Mara, 32 anos, decidiu que era hora de mudar e passou a ser diarista. O principal motivo: dobrar os seus ganhos mensais – de R$ 600 para R$ 1,2 mil. Mas também para ser mais dona de si, ter flexibilidade nos horários e facilidade para buscar outras oportunidades, caso não goste da casa, família ou rotina. Joice é exemplo da transformação que ocorre, não só em Rio Preto mas no Brasil, com as profissionais que atuam na limpeza doméstica. A empregada, como outrora existia, está em extinção.

Agora, a maioria prefere trabalhar cada dia em uma casa diferente, por alguns ou os mesmos motivos citados por Joice. “É muito melhor. A gente anda por mais lugares”, diz ela. A gestora de recursos humanos da Base Empregos, Mila Camarin, afirma que hoje é muito difícil contratar uma empregada para trabalhar fixo. O salário de uma profissional assim varia de R$ 600 a R$ 1,2 mil – o valor mínimo é pago a 80% delas. “Não recebo mais anúncio de ofertas de R$ 600. Só aparecem interessadas a partir de R$ 800. Ainda sim é difícil.” A jornada é de 44 horas semanais.

Como diaristas, explica Mila, as trabalhadoras ganham até R$ 2 mil mensais. Elas cobram de R$ 50 a 120 por limpeza, principalmente em casas de condomínio. O valor varia de acordo com o tamanho da casa. A mudança de perfil profissional da doméstica acompanha o crescimento da classe C, com mais gente morando sozinha e ascensão da mulher no mercado de trabalho. A especialista afirma que as mulheres fogem do trabalho fixo porque, às vezes, o contratante quer pagar o mínimo, R$ 600, e explorar demasiadamente a mão de obra. “Tem que limpar a casa, passar e lavar roupas e ainda cuidar das crianças.” Idosos são outros contratantes tradicionais desse serviço.

Hipoteticamente, uma família que paga salário de R$ 600 mensais para a empregada terá praticamente o mesmo gasto com encargos e vale transporte. Para a encarregada de recursos humanos da Staff’s, Selma Kharfan de Lima, a profissional deve avaliar os prós e contras antes de escolher a linha de trabalho que vai seguir. Ela explica que o emprego registrado garante benefícios, como 13º salário, férias e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O trabalhador também fica segurado em caso de acidente. Se trabalhar por seis meses tem direito ao seguro-desemprego.

“Se precisar faltar por problema de saúde, pode levar o atestado e não terá o dia descontado. A diarista que não recolhe a Previdência, de forma autônoma, não tem esse direito.” Com Joice, aconteceu justamente isso. Ela sofreu um acidente de moto recentemente e ficou dois dias parada. No final do mês, serão R$ 100 a menos no orçamento. “Vai fazer falta, mas prefiro seguir assim.” Ela pensa em pagar a Previdência. Eliane Cristina Hernanes fez o mesmo caminho. Há dois anos é diarista, após oito como doméstica. “Hoje, é muito melhor. Ganho mais. Outra vantagem é que tenho mais tempo para fazer as minhas coisas e cuidar da minha própria casa. E é mais fácil mudar de emprego.” Ela, cobra, no mínimo, R$ 50 para fazer uma limpeza.

Doméstica está em extinção

A contratação de empregada doméstica ou diarista nem sempre é tarefa fácil. De olho nesse nicho de mercado, o empresário José Roberto Campanelli abriu uma empresa em Rio Preto para servir como elo entre as profissionais e os contratantes. Em apenas dois meses de existência, foram agenciados 300 serviços. Campanelli afirma que é forte a demanda por mão de obra para serviços ligados à organização, conservação e limpeza diária das residências. Principalmente com o crescimento do número de domicílios com um morador, que prefere contratar serviços de diaristas a ter uma empregada doméstica.

“Não existe mais o mercado de doméstica como a gente conhecia no passado. A mão de obra está escassa. As profissionais preferem trabalhar como diaristas. Com mais escolaridade, outras estão mudando para o comércio, setor de serviços e também para a indústria”, afirma. A empresa seleciona as mulheres, sobretudo as que têm experiência, e oferece treinamento que inclui dicas de comportamento, apresentação, higiene pessoal e segurança, além de mostrar como devem ser executados os serviços de limpeza, faxina, assim como os de lavar e passar roupas. Em média, o valor cobrado por visita é de R$ 80, mais o vale transporte da trabalhadora. A ideia já está sendo exportada para outras cidades, como franquia.

FONTE: Diário da Região – São José do Rio Preto

Tags:   Doméstica abrem mão do registro e viram diaristas, profissional do lar muda hábito
O Rio Preto Decor oferece para São José do Rio Preto e região um leque de empresas e produtos para construção e decoração de casas, condicionador de ar residencial, ar condicionado residencial, adesivos decorativos, adesivos, adesivos para decoração, piscinas, piscinas de vinil, piscinas de fibra e piscinas de alvenaria, torneiras, metais, acabamentos, cadeiras para escritórios, móveis para escritório, móveis escolares, pisos, porcelanatos, antiguidades, móveis antigos, móveis em madeira de demulição, refrigerações, balcão refrigerado, coifas, serralheria, marcenaria, movéis sob medida, tapetes, tapetes persas, tapetes orientais, tapetes indianos, tapetes aubusson, tapetes ziegler, tapete nomadd, persianas, portas de madeira, janela de madeira, tintas, massa corrida, latex acrílico, textura acrílica, toldos, reforma de casas, móveis para escritórios, persianas, tapetes, vidros e muito mais. Tudo em serviços para casas, empresas ou propriedade rural você encontra aqui. Os melhores profissionais como arquitetos, arquitetura e designer, design de interiores, eletricistas, construtoras, chaveiros, decoradores, engenheiros, fotógrafos, pedreiros, piscineiros, pintores, paisagistas, tapeceiros, desinsetizadoras, desintupidoras, conserto de fogão, manutenção em fogão, diaristas, mensalista, domésticas. Faça sua busca e encontre empresas para auxiliar sua construção, reforma ou decoração. Sua casa merece os melhores profissionais do segmento.
Rio Preto DECOR Tudo para sua casa e construção. Aqui você encontra o procura! © 2018. Todos os direitos reservados.
Rio Preto Decor - Mudança de Hábito - construção, reforma e decoração para sua casa
Home
Produtos
Serviços
Loja cada decor
Imóveis
Fale conosco
Mudança de Hábito
Mudança de Hábito
Mudança de Hábito
26/04/2012

Após trabalhar registrada durante dois anos como doméstica, Joice Mara, 32 anos, decidiu que era hora de mudar e passou a ser diarista. O principal motivo: dobrar os seus ganhos mensais – de R$ 600 para R$ 1,2 mil. Mas também para ser mais dona de si, ter flexibilidade nos horários e facilidade para buscar outras oportunidades, caso não goste da casa, família ou rotina. Joice é exemplo da transformação que ocorre, não só em Rio Preto mas no Brasil, com as profissionais que atuam na limpeza doméstica. A empregada, como outrora existia, está em extinção.

Agora, a maioria prefere trabalhar cada dia em uma casa diferente, por alguns ou os mesmos motivos citados por Joice. “É muito melhor. A gente anda por mais lugares”, diz ela. A gestora de recursos humanos da Base Empregos, Mila Camarin, afirma que hoje é muito difícil contratar uma empregada para trabalhar fixo. O salário de uma profissional assim varia de R$ 600 a R$ 1,2 mil – o valor mínimo é pago a 80% delas. “Não recebo mais anúncio de ofertas de R$ 600. Só aparecem interessadas a partir de R$ 800. Ainda sim é difícil.” A jornada é de 44 horas semanais.

Como diaristas, explica Mila, as trabalhadoras ganham até R$ 2 mil mensais. Elas cobram de R$ 50 a 120 por limpeza, principalmente em casas de condomínio. O valor varia de acordo com o tamanho da casa. A mudança de perfil profissional da doméstica acompanha o crescimento da classe C, com mais gente morando sozinha e ascensão da mulher no mercado de trabalho. A especialista afirma que as mulheres fogem do trabalho fixo porque, às vezes, o contratante quer pagar o mínimo, R$ 600, e explorar demasiadamente a mão de obra. “Tem que limpar a casa, passar e lavar roupas e ainda cuidar das crianças.” Idosos são outros contratantes tradicionais desse serviço.

Hipoteticamente, uma família que paga salário de R$ 600 mensais para a empregada terá praticamente o mesmo gasto com encargos e vale transporte. Para a encarregada de recursos humanos da Staff’s, Selma Kharfan de Lima, a profissional deve avaliar os prós e contras antes de escolher a linha de trabalho que vai seguir. Ela explica que o emprego registrado garante benefícios, como 13º salário, férias e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O trabalhador também fica segurado em caso de acidente. Se trabalhar por seis meses tem direito ao seguro-desemprego.

“Se precisar faltar por problema de saúde, pode levar o atestado e não terá o dia descontado. A diarista que não recolhe a Previdência, de forma autônoma, não tem esse direito.” Com Joice, aconteceu justamente isso. Ela sofreu um acidente de moto recentemente e ficou dois dias parada. No final do mês, serão R$ 100 a menos no orçamento. “Vai fazer falta, mas prefiro seguir assim.” Ela pensa em pagar a Previdência. Eliane Cristina Hernanes fez o mesmo caminho. Há dois anos é diarista, após oito como doméstica. “Hoje, é muito melhor. Ganho mais. Outra vantagem é que tenho mais tempo para fazer as minhas coisas e cuidar da minha própria casa. E é mais fácil mudar de emprego.” Ela, cobra, no mínimo, R$ 50 para fazer uma limpeza.

Doméstica está em extinção

A contratação de empregada doméstica ou diarista nem sempre é tarefa fácil. De olho nesse nicho de mercado, o empresário José Roberto Campanelli abriu uma empresa em Rio Preto para servir como elo entre as profissionais e os contratantes. Em apenas dois meses de existência, foram agenciados 300 serviços. Campanelli afirma que é forte a demanda por mão de obra para serviços ligados à organização, conservação e limpeza diária das residências. Principalmente com o crescimento do número de domicílios com um morador, que prefere contratar serviços de diaristas a ter uma empregada doméstica.

“Não existe mais o mercado de doméstica como a gente conhecia no passado. A mão de obra está escassa. As profissionais preferem trabalhar como diaristas. Com mais escolaridade, outras estão mudando para o comércio, setor de serviços e também para a indústria”, afirma. A empresa seleciona as mulheres, sobretudo as que têm experiência, e oferece treinamento que inclui dicas de comportamento, apresentação, higiene pessoal e segurança, além de mostrar como devem ser executados os serviços de limpeza, faxina, assim como os de lavar e passar roupas. Em média, o valor cobrado por visita é de R$ 80, mais o vale transporte da trabalhadora. A ideia já está sendo exportada para outras cidades, como franquia.

FONTE: Diário da Região – São José do Rio Preto

Tags:   Doméstica abrem mão do registro e viram diaristas, profissional do lar muda hábito
O Rio Preto Decor oferece para São José do Rio Preto e região um leque de empresas e produtos para construção e decoração de casas, condicionador de ar residencial, ar condicionado residencial, adesivos decorativos, adesivos, adesivos para decoração, piscinas, piscinas de vinil, piscinas de fibra e piscinas de alvenaria, torneiras, metais, acabamentos, cadeiras para escritórios, móveis para escritório, móveis escolares, pisos, porcelanatos, antiguidades, móveis antigos, móveis em madeira de demulição, refrigerações, balcão refrigerado, coifas, serralheria, marcenaria, movéis sob medida, tapetes, tapetes persas, tapetes orientais, tapetes indianos, tapetes aubusson, tapetes ziegler, tapete nomadd, persianas, portas de madeira, janela de madeira, tintas, massa corrida, latex acrílico, textura acrílica, toldos, reforma de casas, móveis para escritórios, persianas, tapetes, vidros e muito mais. Tudo em serviços para casas, empresas ou propriedade rural você encontra aqui. Os melhores profissionais como arquitetos, arquitetura e designer, design de interiores, eletricistas, construtoras, chaveiros, decoradores, engenheiros, fotógrafos, pedreiros, piscineiros, pintores, paisagistas, tapeceiros, desinsetizadoras, desintupidoras, conserto de fogão, manutenção em fogão, diaristas, mensalista, domésticas. Faça sua busca e encontre empresas para auxiliar sua construção, reforma ou decoração. Sua casa merece os melhores profissionais do segmento.
Rio Preto DECOR Tudo para sua casa e construção. Aqui você encontra o procura! © 2013. Todos os direitos reservados.
Rio Preto Decor - Mudança de Hábito - construção, reforma e decoração para sua casa
Mudança de Hábito
Mudança de Hábito
Mudança de Hábito
26/04/2012

Após trabalhar registrada durante dois anos como doméstica, Joice Mara, 32 anos, decidiu que era hora de mudar e passou a ser diarista. O principal motivo: dobrar os seus ganhos mensais – de R$ 600 para R$ 1,2 mil. Mas também para ser mais dona de si, ter flexibilidade nos horários e facilidade para buscar outras oportunidades, caso não goste da casa, família ou rotina. Joice é exemplo da transformação que ocorre, não só em Rio Preto mas no Brasil, com as profissionais que atuam na limpeza doméstica. A empregada, como outrora existia, está em extinção.

Agora, a maioria prefere trabalhar cada dia em uma casa diferente, por alguns ou os mesmos motivos citados por Joice. “É muito melhor. A gente anda por mais lugares”, diz ela. A gestora de recursos humanos da Base Empregos, Mila Camarin, afirma que hoje é muito difícil contratar uma empregada para trabalhar fixo. O salário de uma profissional assim varia de R$ 600 a R$ 1,2 mil – o valor mínimo é pago a 80% delas. “Não recebo mais anúncio de ofertas de R$ 600. Só aparecem interessadas a partir de R$ 800. Ainda sim é difícil.” A jornada é de 44 horas semanais.

Como diaristas, explica Mila, as trabalhadoras ganham até R$ 2 mil mensais. Elas cobram de R$ 50 a 120 por limpeza, principalmente em casas de condomínio. O valor varia de acordo com o tamanho da casa. A mudança de perfil profissional da doméstica acompanha o crescimento da classe C, com mais gente morando sozinha e ascensão da mulher no mercado de trabalho. A especialista afirma que as mulheres fogem do trabalho fixo porque, às vezes, o contratante quer pagar o mínimo, R$ 600, e explorar demasiadamente a mão de obra. “Tem que limpar a casa, passar e lavar roupas e ainda cuidar das crianças.” Idosos são outros contratantes tradicionais desse serviço.

Hipoteticamente, uma família que paga salário de R$ 600 mensais para a empregada terá praticamente o mesmo gasto com encargos e vale transporte. Para a encarregada de recursos humanos da Staff’s, Selma Kharfan de Lima, a profissional deve avaliar os prós e contras antes de escolher a linha de trabalho que vai seguir. Ela explica que o emprego registrado garante benefícios, como 13º salário, férias e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O trabalhador também fica segurado em caso de acidente. Se trabalhar por seis meses tem direito ao seguro-desemprego.

“Se precisar faltar por problema de saúde, pode levar o atestado e não terá o dia descontado. A diarista que não recolhe a Previdência, de forma autônoma, não tem esse direito.” Com Joice, aconteceu justamente isso. Ela sofreu um acidente de moto recentemente e ficou dois dias parada. No final do mês, serão R$ 100 a menos no orçamento. “Vai fazer falta, mas prefiro seguir assim.” Ela pensa em pagar a Previdência. Eliane Cristina Hernanes fez o mesmo caminho. Há dois anos é diarista, após oito como doméstica. “Hoje, é muito melhor. Ganho mais. Outra vantagem é que tenho mais tempo para fazer as minhas coisas e cuidar da minha própria casa. E é mais fácil mudar de emprego.” Ela, cobra, no mínimo, R$ 50 para fazer uma limpeza.

Doméstica está em extinção

A contratação de empregada doméstica ou diarista nem sempre é tarefa fácil. De olho nesse nicho de mercado, o empresário José Roberto Campanelli abriu uma empresa em Rio Preto para servir como elo entre as profissionais e os contratantes. Em apenas dois meses de existência, foram agenciados 300 serviços. Campanelli afirma que é forte a demanda por mão de obra para serviços ligados à organização, conservação e limpeza diária das residências. Principalmente com o crescimento do número de domicílios com um morador, que prefere contratar serviços de diaristas a ter uma empregada doméstica.

“Não existe mais o mercado de doméstica como a gente conhecia no passado. A mão de obra está escassa. As profissionais preferem trabalhar como diaristas. Com mais escolaridade, outras estão mudando para o comércio, setor de serviços e também para a indústria”, afirma. A empresa seleciona as mulheres, sobretudo as que têm experiência, e oferece treinamento que inclui dicas de comportamento, apresentação, higiene pessoal e segurança, além de mostrar como devem ser executados os serviços de limpeza, faxina, assim como os de lavar e passar roupas. Em média, o valor cobrado por visita é de R$ 80, mais o vale transporte da trabalhadora. A ideia já está sendo exportada para outras cidades, como franquia.

FONTE: Diário da Região – São José do Rio Preto

Tags:   Doméstica abrem mão do registro e viram diaristas, profissional do lar muda hábito
O Rio Preto Decor oferece para São José do Rio Preto e região um leque de empresas e produtos para construção e decoração de casas, condicionador de ar residencial, ar condicionado residencial, adesivos decorativos, adesivos, adesivos para decoração, piscinas, piscinas de vinil, piscinas de fibra e piscinas de alvenaria, torneiras, metais, acabamentos, cadeiras para escritórios, móveis para escritório, móveis escolares, pisos, porcelanatos, antiguidades, móveis antigos, móveis em madeira de demulição, refrigerações, balcão refrigerado, coifas, serralheria, marcenaria, movéis sob medida, tapetes, tapetes persas, tapetes orientais, tapetes indianos, tapetes aubusson, tapetes ziegler, tapete nomadd, persianas, portas de madeira, janela de madeira, tintas, massa corrida, latex acrílico, textura acrílica, toldos, reforma de casas, móveis para escritórios, persianas, tapetes, vidros e muito mais. Tudo em serviços para casas, empresas ou propriedade rural você encontra aqui. Os melhores profissionais como arquitetos, arquitetura e designer, design de interiores, eletricistas, construtoras, chaveiros, decoradores, engenheiros, fotógrafos, pedreiros, piscineiros, pintores, paisagistas, tapeceiros, desinsetizadoras, desintupidoras, conserto de fogão, manutenção em fogão, diaristas, mensalista, domésticas. Faça sua busca e encontre empresas para auxiliar sua construção, reforma ou decoração. Sua casa merece os melhores profissionais do segmento.
Rio Preto DECOR Tudo para sua casa e construção. Aqui você encontra o procura! © 2013. Todos os direitos reservados.
>>>>